Total de visualizações de página

Convívio Ribeirinho: Praia do Recanto da Aldeia

Convívio Ribeirinho: Praia do Recanto da Aldeia
Ilha de Santana - Amapá - Rio Amazonas

Convívio Ribeirinho: Praia do Recanto da Aldeia

Convívio Ribeirinho: Praia do Recanto da Aldeia
Santana - Amapá - Rio Amazonas
Ocorreu um erro neste gadget
Ocorreu um erro neste gadget

quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

ADAGIOMENTÁRIO


(Rocha Filho)

Congruência de desespero
Até se acoita no alagado,
Fazendo aos Tucujús
Dali, de vez, se afugentar,
Enquanto o manati,
Aos poucos,
Vai-se, desaparecendo,
As mãos, dos que só querem,
A carne e o couro pra vender.
Pensando ao desconforto,
Despontam a beira da lagoa,
Onde filham-se palhoças,
Destas, negras, debandadas,
Por sobre outros resquícios,
Que sobreviveram, será?
Das belas tucujutabas,
Que antes do homem branco
Espalhavam-se e cresciam por ali,
Vivendo a sol e lua, tais felizes,
Com status de serem muito ricos,
Pois eram donos, de tudo, do Amapá.
Caça em abundância, ali pastavam,
Ao rio a pesca farta, tudo, ao léu,
As antas enribeiradas e preguiçosas,
Aos bandos se esgueiravam por ali,
E os acutis se encontram pra comer,
A sombra do tucumã e da bacaba,
Cheirosos, que de maduro caem,
Ai... Que dó!
Nem estou ali para aproveitar!
Distante da cidade e da senzala,
Ao vento corre o negro emancipado,
Que burla qualquer regra na fujança
E busca entre as dores das passadas
A liberdade ao céu do Goiabal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário